Lutar contra a corrente ou a dinâmica da infelicidade

Lutar contra a corrente ou a dinâmica da infelicidade - Caminhos de AnuraNão vale a pena lutar contra a corrente que a vida impõe. Ouve-se amiúde as frases de “deixar fluir”, “era porque tinha que ser”, “está tudo certo”, principalmente nas redes sociais que estão impregnadas de frases feitas e vivências ilusórias que nunca existiram.

Como uma montra, engalana-se a vida e as gentes, vendendo-se bem-estar, sucesso, beleza e felicidade.

Tarde ou cedo, a vida real bate à porta e testa até ao átomo todas as construções idealizadas de cada uma das pessoas. Fica o que é verdadeiro, essencial, frutuoso e importante, após se ter passado o teste. Continuar a ler

A insustentável leveza do mundo

A insustentável leveza do mundoArrastamos um peso, presos a uma profunda ilusão do que pensamos que é a vida e do que deveria ser, do que temos direito e do que nos falta, do que queríamos ser e parecer e, acima de tudo, do medo que temos de perder o que nunca tivemos.

A insatisfação e o medo reinam nas células dos nossos corpos, fruto dos pensamentos inconscientes e das emoções profundas do ser, que regra geral calamos e não olhamos. É a porta aberta da desarmonia do corpo. Esse é o peso que carregamos.

Como formadora de Terapeutas de Florais de Anura, deveria dizer-vos que eu não vivo essa situação e que estou a viver a insustentável leveza do mundo. Seria uma grande mentira. Continuar a ler

Retiro – Em Comunhão com a Mãe Divina

Retiro em comunhão com a mãe divinaNos dias 9 e 10 de fevereiro de 2019, acontece na Casa do Jardim – Caminhos de Anura um retiro dedicado a Mãe Divina.

Fonte de toda a vida e existência, espaço de quietude e aconchego, colo que nutre e cura o que dói em cada ser humano, espaço de regeneração, assim a Mãe Divina actua em cada um de nós.

Numa abertura profunda a esta energia de cura e regeneração, Caminhos de Anura propõe um retiro em comunhão com a Mãe Divina.

Clique aqui para mais informações sobre este retiro

Os Caminhos de Anura

Cada vereda onde decidimos colocar o nosso pé leva-nos, irremediavelmente, ao colo da Mãe.

Todos os caminhos, por mais travessos e desafiantes, vão dar a Ela. Um traçado cósmico, há muito desenhado no mapa de vida de todas as almas, assim o delineou, para que a viagem fosse segura e pudéssemos ter sempre um apoio, se assim o quiséssemos. Anura, na sua expressão da Mãe, acompanha-nos nesses caminhos desafiantes e difíceis, na bonança e/ou na infelicidade.

O Sistema Anura nasceu desta entrega à Mãe, do apoio e da vontade de Anura. Foi um lento, feliz e difícil caminhar, feito de grandes aprendizagens, entrega, perseverança e confiança. Continuar a ler

O mundo do autoconhecimento e transformação

Vou debruçar-me sobre as vivências internas, tomadas de consciência e assunções de poder pessoal.

Dentro de uma perspetiva dita holística, que tem como objetivo maior criar o equilíbrio interno e externo na vida de cada indivíduo, proporcionando-lhe as condições para que ele possa evoluir rumo à expressão mais positiva de si mesmo, isto implica (necessariamente) um mergulho dentro dos seus campos escuros e ocultos.

É aqui que começam os desafios de que quase toda a gente foge, compreensivelmente.

Quem é que quer sentir dor? Quem é que quer perceber a ilusão do seu ego? Quem é que quer mergulhar no seu inconsciente profundo e tornar a deparar-se com questões que achava resolvidas? Ou pior ainda, perceber questões que achava que não tinha?

No ilusório mundo espiritual do consumo fast new age, prometem-se milagres e curas, operações de maquilhagem espiritual que fazem as pessoas vibrar com estados emocionais de profunda exaltação, sem que se toque no âmago da personalidade do ser, do que está por resolver. Continuar a ler