Concurso de Poesia – Simbioses

Brincando com as Palavras – 2018

A finalidade deste concurso é incentivar a produção poética no formato Simbiose, criado por Vitorino de Sousa, em 1979, e distinguido, no mesmo ano, com o Prémio “Revelação” de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores.

O prémio deste concurso consiste numa estadia para duas pessoas, num fim de semana do mês de abril (a combinar com o vencedor) na estalagem “O Rio”, em Dornes.

Veja as condições de participação aqui.

As Fadas Veladas – Tarot de Anura

As Fadas VeladasNo seu mistério resguardadas, encontramos a sua memória nos anais do tempo, sempre
vigilantes e serenas, resgatando a vida da Terra.

Em conexão profunda com Anura, mãe Terra, são terra/água/fonte e renascimento, protegendo os reinos da vida animal da mãe Natureza.

Doaram grande conhecimento à humanidade que está oculto no passar do tempo! Acederá a este conhecimento quem tiver a força e o poder de ser Vida em comunhão com a Terra e os seus seres, sem permitir que o ego detenha a primazia da escolha. Continuar a ler

As Filhas e Filhos da Terra

As Filhas da Terra

Filhas e Filhos da Terra

Um dia, Deusa, convidaste-me a visitar o Espirito da Grande Noite, e disseste-me:

Vamos visitar o momento em que a Esperança desapareceu da Terra.
É o princípio da Grande Noite, que ainda existe na Terra, resistente à Luz que se anuncia.
Tens que entender por que a Esperança esmoreceu coração das gentes:

No planeta Terra sempre existiram imensas mulheres que são o esteio de tudo o que acontece.
São elas a semente do porvir, porque a sua força e o seu poder de criação estão alinhados com a Terra.
Os seus úteros pulsam o som criativo emitido pela Terra — a Grande Mãe. São as Filhas da Terra. Continuar a ler

O Mestre do Tempo

Mestre do TempoMil sóis em movimento pelo universo, criando vida e morte, realidades conhecidas e outras nunca imaginadas.

Num eterno movimento que nunca acaba, numa dança que se reinventa, se recria e que por vezes fenece, para renascer noutra condição.

Por vezes silêncio, em que só a Consciência de Si se pode manifestar; por vezes explosão, num orgasmo final de autorrecriação; por vezes cor, por vezes sombra… mas em todas as expressões, sempre Consciência que dança o jogo da vida e de todas as suas expressões. Continuar a ler

A Terra que te sussurra

A Terra que te sussurraColocámos o pé num caminho estreito, em que o Grande Escultor, senhor de Tempo, vai modelar as nossas vidas e os nossos corpos, de forma a que a verdadeira realidade possa ser trazida à Luz. Cada ser humano no planeta será cinzelado, passo a passo, para que toda a sua estrutura possa expressar a sua expressão original, alinhado com o coração da Terra.

É um trabalho feito em silêncio, dentro dos nossos corpos, que acarreta um profundo desgaste e cansaço. Enquanto a Terra sussurra a cada célula os códigos da nova realidade, o Grande Mestre do Tempo molda o corpo e alma de cada ser humano, para que todo o ruído que impede a expressão da energia que o coração da Terra emana, possa ser silenciado e expurgado. Continuar a ler